12 agosto, 2012

cap. 20 - " Só te estás a iludir... "

Assim que cheguei de encontro ao David, ele ia-me beijando coisa que não deixei afastando-me

- David, aqui não... - Disse aquilo não porque não queria que ele me beijasse, ou porque tinha vergonha de ser vista com ele. Disse apenas porque estávamos num lugar publico, a minha mãe estava em casa e também estava pessoas a passar na rua. David não me respondeu, limitou-se a largar-me e a entrar dentro do carro, não percebi aquela sua atitude mas mesmo assim dei meia volta e fui para o lugar do pendura - Para que foi isso? 

- Não fiz nada! - Disse sem me olhar

- Olha se é para isso chama-me logo de burra diretamente! O que se passou? - Voltei a perguntar

- Pensei que você fosse minha namorada e que pudesse beijar a minha namorada! - Continuava sem me olhar

- Ó David, não sejas tontinho e olha para mim... - Ele assim o fez - Não o fiz porque estávamos na rua e estava lá pessoas... E a minha mãe está em casa - Justifiquei-me

- Ah então tem vergonha de ser vista comigo? - David entendeu tudo mal

- Agora estás a ser parvo... Ontem acho que deixei bem explicito que queria que tivéssemos cuidado e que não queria que por agora o nosso relacionamento se tornasse publico... E não é por ter vergonha de ser vista contigo, aliás, porque sabes que se as coisas fossem diferentes gritaria aos quatro cantos do mundo que és só meu! - Disse aproximando-me cada vez mais dele, David sorriu e por fim beijou-me

- Desculpe, fui parvo né? - Perguntou coçando a cabeleira

- É, realmente foste... Mas és o meu parvinho e continuo a amar-te - Dei-lhe um leve beijo e sentei-me a jeito no meu lugar e pondo o cinto - Mas vá, vamos andando...

David sorriu e conduziu até á aroeira, onde Luisão morava... Fizemos o caminho todo a falar, eu a contar o meu dia e David a contar o seu... Quando chegamos comecei a sentir-me ridiculamente nervosa, eles já me conheciam! Mas no entanto estava nervosa, até porque não me conheciam como namorada de David. E se eles não achassem que eu era a pessoa certa para ele? E se...

- Ju? Princesa? - Não acabei os meus pensamentos pois foram interrompidos por David a dar-me leves toques no braço

- Ahm o que?!

- 'Cê tava um bocado longe né? - Perguntou-me sorrindo docemente

- Tava aqui perdida nos meus pensamentos...

- Posso saber quais?

- David... - suspirei - E se eles não gostarem de mim como tua namorada? Se eles não me acharem certa para ti? - Admiti-lhe os meus medos - Mas que raio! Sou uma parva que ultimamente só tem medos! - Disse de uma maneira que o levou a rir

- Eles vão gostar ainda mais de você! E quanto aos medos é só pôr seus medos de lado e viver a vida!

Não lhe respondi, limitei-me a sorrir e a sair do carro assim como David. Caminhamos até á porta de casa do Luisão sempre de mãos dadas e assim que ele tocou á porta, apertou-me a mão dando-me força. Quem veio abrir a porta foi Andreia e assim que nos viu sorriu-nos

- Eu sabia que entre vocês os dois ainda ia dar alguma coisa - Falou com um grande sorriso na cara

- É, acabei por seguir os vossos conselhos e pôr os medos de lado - David apertou-me mais para junto dele e deu-me um beijo na testa

- Ohhh que lindos - Rimos os três com a forma que Andreia disse aquilo - Mas entrem que estamos todos lá fora

- Vamo'

Caminhamos até ao jardim sempre de mãos dadas e nem lá David a agarrou, pelo contrário, ainda a agarrou com mais força, mas sem nunca me aleijar. Acho que por um lado, David tinha medo que eu voltasse atrás com a minha decisão... Assim que entramos de mãos dadas ficaram todos a olhar para nós e senti o meu coração a bater a mil á hora.

- Elahhh! Temos avanços! - Disse Ruben

- Já viste Ruben? Agora já ficaste sem namorado! - Gozei com ele

- Eu? Sem namorado? Desculpa lá, mas o David gosta muito mais de mim não é David?

- Bem manz... Eu não queria que você ficasse triste, mas agora você vai ser a minha segunda opção! Mas nunca esqueça que eu amo você tá?

- Sim, sim! Só dizes isso porque está ai a Ju, eu sei que gostas mais de mim, não é preciso mentires!

- Só te estás a iludir Ruben! - Intervi a gozar com ele mais uma vez

Rimos todos e depois de mais algumas bocas e de todos nos felicitarem, David disse-me que se ia juntar aos rapazes e eu fui-me juntar ás meninas que estavam na conversa, todas elas me felicitaram mais uma vez e ficamos á conversa até eu ir á mesa onde estavam as bebidas, estava a pôr sumo de laranja no meu como quanto senti alguém a agarrar-me por trás

- Ai que susto! Seu estupido! - Disse quando vi que era David

- 'Cê é muito medricas - Gozou comigo

- Eu dou-te o medricas dou!

- Quero ver isso! - Disse-me ao ouvido para depois me dar um beijo no pescoço, tremi da cabeça aos pés e notei que David sentiu isso porque soltou um pequeno sorriso.

- Gentji vamos comer! - Ia responder, mas Brenda interrompeu chamando-nos para ir jantar. David largou a minha cintura e entrelaçou a sua mão com a minha, na mesa sentamo-nos um ao lado do outro com a mão de David na minha perna, o que serviu para ser alvo de algumas bocas da parte do Ruben o que deu para rir com as suas ideias estapafúrdias.

O jantar correu maravilhosamente bem, aceitaram-me todos como namorada de David e ainda me acolheram melhor na "família", não era muito tarde mas eu e David fomos embora, primeiro não podia chegar muito tarde a casa e segundo David ainda queria ir dar uma volta comigo.

Estávamos em Belém a dar um passeio á beira-rio eu estava a beber uma coca-cola em lata, coisa que adorava, adorava beber coca-cola. Estávamos os dois entretidos a falar

- Hm, pois é! Nem te contei!

- Conte-me agora

- Amanha vou começar outra vez as aulas de dança!

- Que bom princesa! 'Cê gosta mesmo de dançar não é?

- Se gosto? Amo!

- Porque é que você em vez de seguir enfermagem não segue dança?

- A dança não é o meu mundo, há certas pessoas que deixam de ter vida pessoal para se dedicarem á dança. E eu? Eu não quero isso... Até porque primeiro quero acabar a escola. E não sigo dança porque gosto imenso de enfermagem, sempre foi um sonho dês de pequenina...

- Mas não tem nenhum sonho com a dança?

- Claro, gostava de tirar um curso em Londres... Mas para isso teria que interromper a escola, ou então perder o meu verão... - Fiz uma pausa - Não, para isso tudo era mesmo preciso receber o convite - Rimos - Fico feliz com os nossos videos no youtube

- 'Cê põe videos no youtube?

- Ainda não te tinha dito? É um canal no youtube onde ponho as nossas coreografias, temos imensas visualizações! E vários comentários de pessoas fora de Portugal! - Disse com um certo entusiamo - Contento-me com isso

- Hmmm, depois tem que me mostrar esse canal

- Claro, mas olha levas-me a casa? Estou cansada e daqui a nada está a minha mãe a ligar-me ... - Pedi

- Claro que levo mô - "mô" repeti aquela palavra mentalmente imensas vezes e fiquei com um sorriso parvo na cara

- Calma, o que disseste? - Perguntei na esperança que ele voltasse a repetir

- Disse que a levava - Disse-me confuso

- Não, não! O que me chamas-te?

- Mô... 'Cê não gosta? Me desculpe é que... - Não o deixei acabar e beijei-o

- Shh! Não gostei, amei!

- É? - Disse agarrando-me na cintura e puxando-me para ele - - Beijo - - Beijo - Te amo!

- Eu também!

- Vem, vou levar você a casa que amanha tem aulas

- Eish, já me estava a esquecer desse pormenor! - Ri-me

- É, eu reparei!

Quando cheguei a casa a minha mãe já dormia, vesti o meu pijama, fiz a minha higiene horal e depois ainda fiquei na cama as mensagens com David até que acabei por adormecer.

Como correrão as coisas daqui para a frente? 

1 comentário:

  1. Olá :D
    Gostei mesmo muito!
    Quero o próximo sim? :p
    Beijinhos
    Ritááá xD

    ResponderEliminar